Desafio das 52 semanas - 9 e 10

sábado, 12 de abril de 2014


Voltei a ser uma blogueira preguiçosa. Eu quero voltar a postar regularmente, eu tenho ideias, mas ou me esqueço de escrever ou fico com preguiça. Ledo engano achar que o fato de estar em casa ia me animar. Muito pelo contrário, a falta de rotina e a ilusão de, pela primeira vez em 14 anos, ter tempo ilimitado acabam me deixando mais desanimada.

Acho que nunca vou conseguir ficar em dia com esse desafio, mas nunca segui muito à risca as regras dos memes, então, vou continuar fazendo de qualquer forma.

Semana 09 - Pessoas que eu gostaria de conhecer/ter conhecido
  • Pessoinhas legais que moram longe: Embora já tenha me encontrado pessoalmente com muitas pessoas que conheci pela internet, ainda há bastante gente que eu ainda quero conhecer.
  • Meu avô paterno: Eu e meu primo nascemos mais ou menos um mês depois que ele morreu.
  • Grace Hopper: Eu entrei na informática meio por acaso. Entrei porque, na época em que fiz a prova para o CEFET, eu me achava boa demais pra não escolher o curso mais concorrido. Eu não sabia nem ligar um computador. Meu primeiro trabalho do técnico foi uma pesquisa sobre Grace Hopper, uma das pioneiras da história da computação, e foi quando comecei a me interessar de verdade pela área. Menção honrosa a Ada Lovelace, a primeira programadora da história e filha de Lorde Byron.
  • Isaac Newton: Vocês sabem que eu amo física, não sabem? Eu tenho uma nerd crush no Newton desde a época do cursinho pré-CEFET. Mesmo sabendo que vários outros cientistas brilhantes  e várias descobertas importantíssimas vieram depois, ele ainda é meu físico favorito (empatando com o Paolo Giordano. E com o Leonard) (eu tenho um físico favorito. Que coisa mais nerd).
  • Mark Ruffalo: Porque ele recebe nota máxima na Escala Mark Ruffalo de Fofura, e toda garota tem direito a suas crushs [não nerds]. Eu tenho várias. Também ficaria bem feliz em conhecer Zachary Levi, Justin Chambers, Kevin McKidd, Blake Shelton, Will Champlin, Sebastian Pigott (todos entre 8 e 9 na EMRF). Ou o Ian Somerhalder, que não é fofo, mas é o Ian Somerhalder. Ou Erin Karpluk, Sarah Drew, Camilla Luddington, Amy Adams, Vanessa Marano (porque eu também tenho direito a meia dúzia de girl crush).

Semana 10 - Minhas comidas preferidas são...
Gente, que difícil. Comida é um negócio complicado pra mim, porque eu sou muito chata, mesmo. Gosto de coisas simples, onde eu possa distinguir cada alimento, nada de pratos sofisticados. Vamos lá...
  • Farofa: Amo farofa. E feijão tropeiro. Qualquer coisa fica melhor com farinha. 
  • Macarrão na chapa: Ou o penne gratinado do Spoleto. (Toda vez que falo ou escrevo "penne gratinado", eu me lembro do dia em que dois caras na minha frente disseram que iam pedir um "pênis gratinado".)
  • Tilápia crocante: Adoro peixe.
  • Subway: Sério. BMT, queijo cheddar, alface, tomate, azeitona e molho parmesão.
  • Bolo: Acho justo escolher uma coisa doce depois de quatro salgadas, certo? Sou viciada em bolo. De Ana Maria a bolo de festa, não sei viver em um mundo sem bolos.

É isso por hoje. Desisti de postar quatro semanas por vez, é muita informação. Talvez, eu faça outro post no meio da semana com as próximas: "Meus brinquedos favoritos na infância" e "Coisas pra se fazer no frio".
ATENÇÃO: Caso não consiga visualizar o link/formulário de comentários abaixo, por favor, clique aqui e comente pelo formulário alternativo.

Desafio das 52 semanas - 5, 6, 7 e 8

sábado, 15 de março de 2014


Eu deveria ter feito este post no sábado passado, mas fiquei com preguiça de escrever, mesmo sendo coisa rápida. Agora, em vez de duas semanas, farei quatro de uma vez.

Semana 05 - Fazem parte da minha wishlist

Descobri que há poucas coisas que eu quero tanto a ponto de considerar uma wishlist. Se eu tivesse feito o post no dia "certo", seriam três itens, mas já eliminei um na semana que passou, então, tive que pensar um pouco pra conseguir preencher os cinco.

  • Estantes com portas de vidro: Já estou olhando estantes há mais de um ano, mas sempre tem alguma coisa que me impede de comprar. Da última vez, encontrei um preço bom, mas só tinha uma (e preciso de duas).
  • DVDs Being Erica: Não tem no Brasil e em nenhum país da América Latina. O único país com o mesmo código de região do Brasil em que os DVDs foram lançados é a Austrália, mas, pra importar, eu teria que pagar mais do que posso/quero.
  • Uma cadeira confortável: Porque eu não tenho vergonha na cara e ainda uso cadeira da mesa da copa quando estou no computador.
  • Viagem para a Itália: Estou trabalhando em uma forma de eliminar este item.
  • Um trabalho: Eu sei que, tecnicamente, só estou no mercado há uma semana (porque, na primeira, eu fiz a cirurgia pra tirar as pedras nos rins e, depois, foi semana de Carnaval), mas não aguento mais ficar sem trabalhar.
Semana 06 - Os super poderes que eu gostaria de ter se fosse um super herói

Fonte

Outra coisa difícil. Eu não sou muito fã de histórias de super heróis (vale ter assistido Caminhos do Coração?), nem conheço toda a gama de poderes possíveis.
  • Teletransporte: Como eliminar o problema do trânsito nas grandes cidades? Fácil! Teletransporte.
  • Viagem no tempo: Que atire a primeira pedra o fã de BE que nunca quis voltar no tempo pra consertar uma cagada qualquer.
  • Super força: Ainda bem que eu sou inteligente, porque, se dependesse de força, minhas irmãs [mais novas] teriam me matado na infância.
  • Cura: Por motivos óbvios.
  • Voar: Lógico que, primeiro, eu teria que superar meu medo de altura.
Semana 07 - Eu sempre
  • Fui enjoada pra comer. Uma das primeiras coisas que as pessoas têm que saber de mim é que eu não como molho de tomate nem sob tortura. E que, por isso, eu odeio atendentes de pizzaria que não entendem que molho ao sugo é molho, e que se a pizza vier com molho eu vou mandar trocar. Pode me chamar de chata na nota, que eu não me importo.
  • Fui meio nerd. Eu era aquela criança que lia os manuais de instruções dos eletrônicos e ensinava os adultos a mexer.
  • Gostei de cantar. O velho som CCE do meu pai era meu melhor amigo de infância.
  • Olho a data de validade. Desde que comprei um pacote de pão de queijo fedendo a mofo, nunca mais comprei nada sem olhar a data. Meu ex-estagiário achava engraçado me ver olhando debaixo da latinha de suco antes de abrir.
  • Sou a última a dormir. Mesmo que esteja morrendo de sono, são poucas as vezes em que não espero que todos se deitem primeiro.
Semana 08 - Os melhores filmes infantis que já assisti foram...

E então, gostaram? Tive que pensar bastante pra fechar as quatro semanas, mas, no final foi divertido. Acho que também vou fazer quatro no próximo post, pra ficar em dia logo: "Pessoas que eu gostaria de conhecer/Ter conhecido", "Minhas comidas preferidas", "Meus brinquedos preferidos na infância" e "Coisas para se fazer no frio".
Continue lendo...
ATENÇÃO: Caso não consiga visualizar o link/formulário de comentários abaixo, por favor, clique aqui e comente pelo formulário alternativo.

Dois amigos viajantes e os 10% do tempo

terça-feira, 4 de março de 2014


Último post (super atrasado) de viagem. Em nosso último dia de viagem, a programação era simples: Colocar a Rute num ônibus para o aeroporto e ir para a Itaipu, fazer o Circuito Especial. Mas é claro que nem tudo sairia como o planejado...

Já aviso que essa primeira parte não é muito interessante, mas pode ser útil para quem quiser fazer esse passeio. Como o Haralan trabalha na Itaipu, a Annie ia pedir a ele que agendasse nossa visita. Porém, com a correria do casamento, acabou não dando para ele marcar. Tudo bem, Annie disse que nós poderíamos comprar o ingresso no dia. Assim que voltamos do ponto de ônibus, entrei no site da Itaipu, onde são agendados os passeios e...

Frustração #1: Não tinha nada disponível para aquele dia. Deixei de lado minha aversão a telefones e liguei para o número informado no site, perguntando se havia chances de comprar pessoalmente. Frustração #2: Não, só pela internet. Não sei se o Felipe percebeu, mas eu quase chorei. Procurei outros programas, mas apenas um - um passeio de catamaran - nos deu um mínimo de vontade de sair do hotel. Frustração #3: O catamaran estava em manutenção, e o passeio seria feito em um barco aberto, com aquele sol ótimo pra se pegar um câncer de pele. Não.

Foi aí que a Ju apareceu para salvar a nossa tarde. No hostel onde ela e Débinha estavam hospedadas, havia ingressos para um outro passeio da Itaipu, o Visita Panorâmica. Não era o que queríamos, mas ainda era melhor do que nada, certo? Quando chegamos lá, resolvemos perguntar se não havia alguma possibilidade de fazermos o outro passeio. Adivinhem? Sim, tinha.

Dica #1: Se vocês forem a Foz, tentem comprar ingressos com antecedência, mas, se não conseguirem, dá pra comprar na hora. (Título alternativo #1: Dois amigos viajantes e a central de informações erradas)

Agora, vamos para a parte interessante. O Circuito Especial é um passeio com dois guias, Descolado e Quico (Título alternativo #2: Dois amigos viajantes e o Quico), que inclui tanto a parte externa quanto a parte interna da usina. É um passeio perfeito para quem, como eu, tem um lado nerd apaixonado por física e um lado fotógrafo amador que adora ver paisagens bonitas.

Começamos pela parte externa da usina, passando por um mirante onde se vê o vertedouro da usina. Essa parte foi meio frustrante, porque o vertedouro está aberto em 100% das fotos do site, mas, na vida real, ele só fica aberto em, aproximadamente, 10% do tempo. Obviamente, aquele dia fazia parte dos outros 90%. Nosso ônibus nem parou no mirante, indo direto para outro ponto, onde se vê o Rio Paraná. Voltamos para o ônibus e descobrimos que nossos lugares na cadeira alta haviam sido roubados por um casal de velhinhos. (Título alternativo #3: Dois amigos viajantes e o casal de velhinhos ladrões) Bem que tentamos recuperar depois, mas os velhinhos eram rápidos!
Em seguida, paramos em outro mirante, que fica entre o Rio Paraná e o Lago de Itaipu. Mais água, muita água. É como a Baía de Guanabara, só que sem a sujeira e sem o tráfego da ponte. Já disse que amo água, não disse? Queria morar próximo a um lugar assim, com muita água pra eu olhar quando estivesse nervosa.

Foi a última parte do passeio externo. Em seguida, entraríamos na usina. Assim que conseguíssemos colocar os capacetes, que vieram sem instruções e algumas pessoas (cofcofeucofcof) precisaram de ajuda do Quico, com suas piadas ruins, pra acertar. (Ele disse um "Pronto, agora já pode virar engenheira," tão debochado que por muito pouco não recebeu de volta um "Tesouro, nós somos cientistas". Sério. Mas senti que, se eu fizesse isso, o Felipe ia ficar constrangido demais e ia querer me matar sufocada à noite, então, ignorei.) A parte da usina não dá pra explicar em detalhes, até porque eu não me lembro de todos eles sem ter um livro de física por perto, só posso dizer que fiquei fascinada em ver de perto tantas coisas que eu conhecia apenas dos laboratórios de Física e Eletrônica.
Título alternativo #4: Dois amigos viajantes e os Jogos Vorazes
Agora, deixando de lado minha paixão platônica pela Física e assumindo a Cientista da Computação/Analista de Sistemas que eu realmente sou, uma das partes mais interessantes de todo o passeio foi observar o trabalho na Sala de Controle Central dos Jogos Vorazes. São tantos computadores e painéis, tantas informações ao mesmo tempo, uma vista quase tão bonita quanto as externas. E, pra completar, no corredor onde estávamos passava a Linha Simbólica que divide Brasil e Paraguai, onde eu pude bancar a Jamie Sulivan e tirar uma foto dizendo que estive em dois lugares ao mesmo tempo.

Enfim... Assim como o passeio das Cataratas, me apaixonei pelo Circuito Especial da Itaipu e recomendo a todos os que, caso tenham a oportunidade, deixem aflorar o Sheldon Cooper que há dentro de você. (Ou o Leonard, o Raj, o Howard, pode escolher.)
Continue lendo...
ATENÇÃO: Caso não consiga visualizar o link/formulário de comentários abaixo, por favor, clique aqui e comente pelo formulário alternativo.

Desafio das 52 semanas - 3 e 4

sábado, 1 de março de 2014

Lista completa das semanas

Minha segunda semana de desafio o/

Semana 03 - Coisas para se fazer no calor
  • Ir à praia: Eu amo praia, quero muito morar num lugar (cofcofriodejaneirocofcof) onde eu possa dar um pulo na praia depois do trabalho.
  • Tomar sorvete.
  • Ir ao cinema: Odeio cinema no frio, fico congelando no maldito do ar-condicionado.
  • Andar de bicicleta: O que eu mais fazia quando era criança, tinha uma bicicleta e não morria de medo do trânsito.
  • Tomar suco: Melhor que suco, só água.

Semana 04 - Minhas citações preferidas são

Há tantas citações que eu gosto, foi bem difícil escolher só 5 - especialmente a última. Pra facilitar, tentei não repetir a fonte. Para mais citações legais: Tumblr ;)
Deus não está lá no céu, andando de um lado para o outro nervoso, torcendo as mãos e dizendo: "Puxa! Como é que isso foi acontecer?" Não. Ele é Deus. Pode fazer o que quiser. (Katie Weldon - Como quiseres, Senhor - Robin Jones Gunn)
You are the sum of your decisions. (Antígone Morris - Being Erica - 1x02)
We try so hard to protect ourselves, but it doesn't make a damn bit of difference. Cause when the bad things come, they come out of nowhere. The bad things come suddenly, with no warning. But we forget that sometimes that's how the good things come too. (Meredith Grey - Grey's Anatomy - 9x23)
You must learn to know me by that name. This was the very reason why you were brought to Narnia, that by knowing me here for a little, you may know me better there. (Aslam - The Chronicles of Narnia - The Voyage of the Dawn Treader - C. S. Lewis).
Se não fossem os ais e não fosse a dor. E essa mania de lembrar de tudo feito um gravador. [...] Não seria eu. (Clarice Falcão - Capitão Gancho)
Gostaram? Na próxima semana, teremos "Fazem parte da minha wishlist" e "O super poderes que eu gostaria de ter.
Continue lendo...
ATENÇÃO: Caso não consiga visualizar o link/formulário de comentários abaixo, por favor, clique aqui e comente pelo formulário alternativo.

As season finales da vida

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014


Se minha vida fosse uma série, a quinta-feira passada teria sido uma season finale. No dia, eu fiz essa comparação meio de brincadeira, mas foi um desses comentários despretensiosos que acabam adquirindo um significado muito maior. Sou dessas que têm epifanias a partir das coisas mais banais. E, sim, minha quinta foi uma season finale. A da segunda temporada de Being Erica (não exatamente igual - não vou contar spoiler - mas com os mesmos sentimentos).

Depois de quase dez anos no meu primeiro emprego, eu voltei de férias e, de repente, meu emprego não estava mais lá. Não entrarei em detalhes, porque não vem ao caso, mas, por um instante, senti como se o chão tivesse saído debaixo dos meus pés. Não é uma sensação agradável. Não é uma sensação; são muitas e todas ao mesmo tempo. Pânico, liberdade, vergonha, empolgação. E, no meio disso tudo, veio minha grande epifania. Algumas coisas que eu aprendi nessa última semana:

Season finales são necessárias
Na vida, assim como nos livros ou séries, finais são necessários. Essa é a parte mais importante. Na ficção, sempre há aquele momento perto do fim da temporada em que as coisas parecem ter se ajeitado. A zona de conforto. Eu ainda sou uma novata nesse negócio de séries, mas tenho certeza que, se uma das séries que estou acompanhando chegar a esse ponto, ficarei dividida entre o alívio por ver os personagens bem e o medo da série estar chegando ao fim, por falta de novidade. Aí chega a SF, pra fechar os plots que estiverem pendentes e lançar um cliffhanger. Zonas de conforto não são tão legais quanto parecem.

Hiatos são necessários
Tem gente que pega uma série de mil livros e lê tudo de uma vez. Ou que faz maratona e vê cinquenta temporadas de um seriado em menos de mês. Eu não sou assim. Raramente leio os livros em sequência ou emendo temporadas. Como especialista em me apegar demais a personagens e achar que a ficção é vida real, eu preciso de tempo. Um amigo me aconselhou a não tomar nenhuma decisão na quinta. Eu tinha (tenho) várias possibilidades pela frente, mas, naquele dia, decidi não decidir nada. Não atualizei currículo, não pesquisei cursos, não me candidatei a vaga nenhuma. Na verdade, junto com a SF de BE, minha vida também passou por um crossover com Grey's Anatomy (aka: fiz uma cirurgia. Talvez, eu fale sobre isso em outro post, porque não vai se encaixar neste), então, foquei nessa parte e, na medida do possível, esqueci a outra. Quando voltei a pensar na questão do trabalho, eu já tinha conseguido enxergar o quadro completo e foi bem melhor.

Personagens coadjuvantes são necessários
Olha, graças a Deus, os personagens coadjuvantes da minha série são excelentes. Houve quem me deixasse chorar, quem me incentivasse, quem me desse bronca, quem me ajudasse nas questões práticas, teve de tudo. Não posso reclamar das Julianne's, dos Dr Tom's e das Cassidy's que a vida me deu.

Uma boa trilha sonora é necessária
Não sei se todo mundo é assim, mas eu penso melhor e enxergo as coisas com mais clareza quando tem música no meio. A trilha sonora da minha season finale:
A próxima temporada pode ser melhor
Esta foi minha última epifania. Antes de escrever o post, eu revi a SF 2 de BE e percebi uma coisa: essa é a temporada que eu menos gosto da série. Até tem alguns episódios legais, mas tem outros bem chatos. Em compensação, eu amo a terceira. Devo confessar, minha zona de conforto estava meio chata. Talvez, seja minha oportunidade pra ter uma próxima temporada ótima.

Nunca pensei que a SF que começou com muitas lágrimas pudesse me deixar tão empolgada pela próxima premiere. Cliffhangers são assustadores, mas também podem ser empolgantes.
Caso alguém esteja se perguntando isso: Não, eu nunca vou deixar de citar Being Erica, porque,
não importa o que esteja acontecendo na minha vida, ela sempre tem
um episódio com que eu vou me identificar.
Continue lendo...
ATENÇÃO: Caso não consiga visualizar o link/formulário de comentários abaixo, por favor, clique aqui e comente pelo formulário alternativo.

Você encontra aqui...

(011)5212-3550 (6) 101 coisas em 1001 dias (10) Adaptação (8) Animação (1) Antirromance (2) Asterisco (9) Atoísmos (110) Barlow Girl (12) Belo Horizonte (5) Bem pensado (15) Blog (31) Blog diarinho (29) Blogagem coletiva (12) Bollywood (1) Bom e barato (1) Book tour (6) Brasil (1) Bíblia (16) Casting Crowns (21) Causos (6) CD (2) Chaves (4) Chick-lit (5) Cidadania (7) Cinema brasileiro (1) Cinema clássico (1) Cinema cristão (3) Cinema italiano (3) Coisas de Deus (14) Companhia das letras (3) Computação (5) Comédia romântica (16) Contemporary christian music (17) Contos (1) Cosméticos (2) Crianças (1) Crônicas (2) Curitiba (6) Datas (45) Desabafo (13) Desafio (2) Desafio Clássico (3) Desafio literário 2010 (17) Desafio literário 2011 (15) Desafio Literário 2012 (11) Deus (1) Dica (9) Dicas para blogs (10) Distopia (10) Divagando (33) Drama (3) Editora Arqueiro (3) Editora Bertrand Brasil (2) Editora Hagnos (3) Editora Novo Conceito (18) Editora Oxigênio (4) Editora Suma de Letras (2) Editora Vida (4) Editora Zahar (2) Engraçado (3) Entrevista (1) Esmaltes (1) Estudos bíblicos (4) Eu x Balança (3) Fantasia (4) Fernanda Brum (6) Ficção científica (3) Ficção cristã (56) Filmes (60) Florianópolis (2) Fotos (2) Francesca Battistelli (8) Francês (1) FTBM1Ano (1) FTBM5Anos (3) Futebol (11) Galera Record (2) Glenbrooke (9) Humor (3) Idiomas (2) Informática (6) Inglês (11) Internet (20) Italiano (2) Itália (5) Jane Austen (9) Jesus (2) José de Alencar (2) Katie Weldon Series (2) Kendrick Brothers (2) Laura Pausini (2) Listas (6) Literatura brasileira (45) Literatura clássica (7) Literatura cristã (14) Literatura francesa (1) Literatura infanto-juvenil (1) Livros (245) Língua Portuguesa (2) Maranhão (2) Meme (42) Meninices (7) Minas Gerais (6) Murphy e eu (3) My life; my bless (14) Música cristã clássica (1) Música cristã nacional (24) Músicas (168) Netiqueta (10) Nicholas Sparks (9) Niterói (2) Nordeste (2) Opinião (6) Os 4 temperamentos (2) Paula Pimenta (5) Playlist da semana (1) Playlist Temática (7) Poesia (3) Política (2) Promoção (10) Pseudo-Conto (1) Pseudo-Crônica (10) Rebecca St James (7) Reclamação (4) Relembre (6) Resgate (4) Retrospectiva 2009 (4) Retrospectiva 2012 (4) Rio de Janeiro (8) Robin Jones Gunn (27) Rock cristão (4) Romance (5) Romance histórico (11) Rádio Free (116) Sandra Byrd (3) Sisterchicks (2) Sophie Kinsella (4) São Luís (2) São Paulo (3) Série Cris (1) Série Cris e Ted nos anos da faculdade (1) Séries (23) Te conheço (9) Turismo (17) Turistando em BH (5) TV (9) Twitter (5) Utilidades (1) Viagem (26) Vinny Ásio (2) Virando a folhinha (19) Vitória (1) YA (41)

  © Blogger templates Newspaper by Ourblogtemplates.com 2008 | Layout por Maeva

Back to TOP  

Blog Widget by LinkWithin